Quase 85% das empresas do setor de turismo fecharam as portas na Bahia

Segundo um levantamento encomendado pelo Secretário Estadual do Turismo da Bahia, Fausto Franco, a Bahia apresenta um quadro devastador na cadeia do turismo causdo pela pandemia do coronavírus. Segundo dados obtidos, 84,6% das empresas fecharam as portas e pior, admitem que precisam de ajuda para sobreviver. O Observatório do Turismo ouviu, entre 19 de junho e 6 julho, empresários e guias turísticos, este últimos, 100% parados, bem como o pessoal que trabalha no apoio de eventos.

O total de desempregos provocados pela suspensão de seu funcionamento chegou a 55%. A pesquisa deixa claro que, nos 84,6% de empresas paradas, os donos afirmaram necessitar de crédito no momento atual para manter suas atividades. Antes da crise, a maior parte possuía até cinco colaboradores, correspondendo a 58%, e mais que 3/4 do total. Ou seja, 76% possuíam até 10 colaboradores.

Para a grande maioria dos empresários (90%), houve redução do faturamento acima de 50% em relação ao mesmo período do ano anterior. A maior parte, representada por 65,6%, não participou de programas de incentivo dos governos municipal, estadual e federal. Entre os que participaram de programas, 28% adotaram a redução da jornada de trabalho e de salário, e 22% afirmaram ter sido beneficiados pelo auxilio emergencial.

#TURISMO #covid19 #BA #pandemia #coronavírus #BAHIA