top of page

Bahia participa da maior feira voltada à fruticultura do mundo, na Espanha

A Bahia é o primeiro estado produtor de frutas do Nordeste e segundo maior produtor no cenário nacional, com diversos polos de uma fruticultura diversificada.

A Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (Seagri) é uma das participantes da 15ª Fruit Attraction 2023, maior feira de negócios agropecuários do mundo totalmente voltada à fruticultura. O evento, que tem o titular da Seagri, Wallison Tum, como representante do Estado da Bahia, foi realizado em Madri, capital da Espanha.


No cenário nacional, a Bahia lidera ou ocupa posição de destaque no cultivo e exportação de diversas frutas, a exemplo da uva, manga, melancia, melão, goiaba, banana, coco, guaraná, mamão, abacaxi, entre outras.


A participação da Bahia no evento aconteceu no âmbito de uma parceria entre a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), por meio do Projeto Frutas do Brasil.


De acordo com a Abrafrutas, a participação das empresas brasileiras na edição passada foi a maior de todas as outras e rendeu ao setor mais de US$ 85 milhões em negócios imediatos e a expectativa, na época, foi de um total US$ 151 milhões para os meses seguintes. Para este ano, a meta é superar as negociações acordadas na edição anterior.


Como terceiro maior produtor de frutas do mundo, o Brasil tem se destacado pela grande variedade de cultivo, assim como pela capacidade de produção durante todo o ano, graças à diversidade do clima existente.


Bahia - Hoje, a Bahia é o primeiro estado produtor de frutas do Nordeste e segundo maior produtor no cenário nacional, com diversos polos de uma fruticultura diversificada. A atividade vem mostrando ser uma das maiores vocações agrícolas da Bahia, principalmente por gerar impacto econômico, social e ambiental, preservando a biodiversidade, além de ser o setor que mais emprega.


A luminosidade o ano inteiro favorecendo a fotossíntese, área de expansão e disponibilidade de água são alguns dos fatores que fazem com que a área plantada no estado corresponda a 656,1 mil hectares, com produção de 3,6 milhões de toneladas/ano, sendo a agricultura irrigada, apontada como alternativa para superação do ciclo vicioso da pobreza e da exclusão social em algumas regiões, a exemplo da fruticultura no Vale do São Francisco.


Assim, objetivando alavancar a fruticultura baiana, a SEAGRI vem articulando diversas parcerias para o desenvolvimento de um conjunto de ações de pesquisa, assistência técnica e extensão rural, com capacitação técnica e gerencial para os fruticultores baianos, que priorizam a organização das cadeias produtivas e promovam o aumento da produção e a melhoria da qualidade das frutas, ações essas em prol de desenvolvimento rural sustentável.


Em relação aos principais pólos de produção de frutas, vale destacar que 34% da quantidade produzida encontra-se na mesorregião Vale São-Franciscano da Bahia, com destaque para uva, manga, goiaba e melão , seguido do Nordeste Baiano 21%, destaque para Laranja, Melão e Limão, , Sul Baiano (18%) destaque para o Açaí, Mamão e Banana, Centro Sul Baiano (16%) destaque para Abacate, Maracujá e tangerina, Extremo Oeste Baiano (6%) destaque para Mamão, Banana, Cacau irrigado, Centro Norte Baiano (3%) destaque para Abacate, Maracujá e Tangerina, e, Metropolitana de Salvador (2%) com destaque para Limão, Tangerina e coco.


Fonte: Seagri.

bottom of page