Bahia encerra participação na I Feira Nordestina, em Natal, com perspectivas de novos negócios

No estande ‘Agricultura Familiar da Bahia’ foi possível conferir a qualidade de produtos de 25 cooperativas e associações que mostram que os investimentos do Governo do Estado no setor.

A Bahia encerrou, no último domingo (19), com saldo positivo a sua participação na I Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária, realizada em Natal (RN), terra Potiguar, onde apresentou o que a agricultura familiar baiana tem, para um público estimado de 10 mil visitantes.


No estande ‘Agricultura Familiar da Bahia’ foi possível conferir a qualidade de produtos de 25 cooperativas e associações como café gourmet, chocolates, flocão de milho não-transgênico, cortes finos de caprinos e ovinos, mel, castanha, pasta de castanha de caju, doce de goiaba com acerola, frutas desidratadas como abacaxi, jaca e banana, cervejas artesanais de licuri, nibs de cacau e umbu, produtos artesanais de povos indígenas e quilombolas e muitos mais.


São produtos que mostram que os investimentos do Governo do Estado, no segmento, ajudaram a qualificar a produção desde o campo até a comercialização, com a apresentação de produtos que estão prontos para serem vendidos nos diversos estabelecimentos comerciais do país. A Feira foi uma oportunidade de ampliar negócios com os outros estados do Nordeste.


Para o vice-presidente da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Icaro Rennê, a participação dos empreendimentos na Feira Nordestina foi de grande importância. “Pudemos mostrar a diversidade e qualidade dos produtos baianos. Além de uma expressiva comercialização, pudemos também compartilhar e comungar da cultura dos outros estados participantes. Tenho certeza que este evento irá ficar marcado em cada agricultor e agricultora que participou”.


Um dos empreendimentos participantes foi a Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), da marca Bahia Cacau, que comercializou cerca de R$ 10 mil. O representante da cooperativa, Josivaldo Dias, destacou que foi uma experiência muito exitosa. “Fizemos vendas além da expectativa e ainda recebemos propostas de parcerias para revenda em atacado. Os clientes amaram nosso chocolate fino de origem, por ser uma novidade em Natal”.


A Feira Nordestina é inspirada na Feira Baiana da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bahia, realizada em Salvador, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e tem o objetivo de fortalecer iniciativas integradas de políticas públicas em torno do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste, principal bandeira dos estados que compõem o Consórcio Nordeste.


Foto: Ascom/SDR

Fonte: Ascom/SDR

novocardestúdio.jpg
cairu007.jpeg
pilates1 (3).png
cardsimple1.jpg