Astrid Fontenelle relata caso de racismo com o filho em Morro de São Paulo


A apresentadora e jornalista Astrid Fontenelle, de 60 anos, desabafou nas redes sociais após o filho, Gabriel de 13 anos, ser vítima de racismo em uma praia de Morro de São Paulo, na Bahia, onde a família curte as férias. Astrid é casada com o ex-secretário estadual de Turismo, Fausto Franco.


Segundo Astrid, uma moça confundiu o filho com o funcionário de um hotel que atende a Quarta Praia de Morro. A mulher teria exigido que Gabriel pegasse um colchonete para ela, e ficou surpresa ao ouvir a jornalista negar o pedido.


“A fulana o “confundiu “ com o funcionário do hotel q atende a praia. Pediu um colchonete pra ele. Mandei ela buscar no quiosque. Ficou com cara de espanto; como??! Na testa escrito “mas ele não trabalha aqui?”. Sim, na cabeça dessa certamente basta ser preto pra ser o serviçal e aí esta o racismo estrututal que gente como a tal senhora, não quer entender”.


Em seu desabafo, a jornalista contou que ainda foi acusada pela mulher de estar “dando show” por ser artista.


“Me disse que “ era coisa da minha cabeça” , falou q eu dava dando show porque era artista. Nada disso. Sou uma mulher bem informada que além de não ser racista sou antirracista! Esse é meu compromisso. Com meu filho e com qualquer outra pessoa preta. Esse olhar erradérrimo da sociedade é proibitivo!”.


Após ter sido confrontada, a moça pediu desculpas pela situação. A apresentadora contou que percebeu a tristeza no olhar do filho após o episódio. “Ele ficou desnorteado. Triste. Eu fiquei puta. Triste. Mas ainda bem que aconteceu comigo ao lado dele. Temos um longo caminho pela frente”.


Astrid recebeu o apoio de internautas e amigos nas redes sociais. A baiana Tia Má falou sobre o assunto e a decisão da moça que praticou o racismo em não aceitar o livro.


“Minha amiga, ser mãe de menino preto é viver em estado permanente de tensão. Ela preferiu não ler o livro para poder seguir usando a ignorância como desculpa para seu racismo! Gabriel é um jovem espetacular”.


A jornalista Glória Maria também lamentou o episódio. “Querida todo meu carinho para o Gabriel . Para pretos, como nós, essa é uma luta sem fim. Não importa se famosos ou não!”.


Fonte: Bahia Notícias

novocardestúdio.jpg
CARROFEED.jpg
cairu007.jpeg
pilates1 (3).png
vostokfeed.jpg
cardsimple1.jpg