Associações de Ituberá e Igrapiúna são contempladas com projetos em chamada pública do Governo do Es

Dois projetos, um da Associação da Agricultura Familiar e Quilombola da Comunidade São Jorge, de Ituberá, e outro da Casa Familiar Rural, de Igrapiúna, foram aprovados e irão desenvolver a produção de alimentos por meio do cultivo de hortaliças e raízes comestíveis que beneficiará diretamente 42 famílias, através do Edital Emergencial nº 15/2020.

A Secretaria Municipal da Agricultura, de Ituberá, no Baixo Sul, teve papel preponderante na chamada pública do Governo do Estado, entre os dias 20 de maio e 3 de Julho, quando aconteceram movimentações em nível estadual para seleção de subprojetos voltados à segurança alimentar e nutricional, articulado pela CAR (Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional), órgão ligado à SDR (Secretaria de Desenvolvimento Rural).

A programação contou com seminários, capacitações, oficinas virtuais e outros recursos de aplicativos, além de Propostas de Manifestação de Interesse – MI, elaboração e construção de projeto, visitas de campo e reuniões diversas.

A Secretária da Agricultura de Ituberá, Clerildes Souza Cruz, disse que o edital visa selecionar projetos em todo o Estado para associações ou cooperaditivas que nunca acessaram os editais de chamada pública, bem como existir uma instituição de assitência técnica que tenha vínculo com o Governo do Estado por meio do Sistema Informativo de Ater (SIATER), o que é o caso da Prefeitura de Ituberá, através da Secretaria da Agricultura, que assessorou as associações na organização dos documentos, identificação de área e elaboração dos projetos.

“Estou muito feliz pelas associações que foram contempladas com o projeto, visto que irá ampliar a oferta de alimentos básicos, sobretudo hortaliças, frutas, raízes e tubérculos, em nosso município, trazendo renda e qualidade de vida para nossos agricultores. Essa também é umas das formas de amenizar, no campo, os efeitos negativos causados pela pandemia mundial do Coronavírus (Covid-19)”, ressaltou a secretária.

Cada associação contemplada vai receber R$ 50 mil reais para a implantação de núcleos produtivos para executar a produção de alimentos.

novocardestúdio.jpg
CARROFEED.jpg
cairu007.jpeg
pilates1 (3).png
vostokfeed.jpg
cardsimple1.jpg