top of page

Acelen anuncia aumento no gás de cozinha e preocupa distribuidores

A empresa ressalta que possui uma "política de preços transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado".

Após anunciar aumento de 13,3% no valor da gasolina na última semana, a Acelen, empresa privada que administra a Refinaria Mataripe, anunciou neste sábado, 30, o reajuste no gás de cozinha. O comunicado feito pela Acelen deixou os distribuidores preocupados.


O aumento de 6,5%, representa um reajuste de R$ 2,60 para o revendedor que deverá repassar o valor para o consumidor. "A partir dessa segunda-feira iremos comercializar o botijão de 13kg com aumento que vai variar de R$ 3,00 a R$ 5,00. É um aumento considerável, principalmente levando em conta as famílias de baixa renda e a falta de transparência da Acelen para justificar esse reajuste", disse Carlos Alberto, dono de uma revendedora no Subúrbio Ferroviário.


Por meio de nota a Acelen informou que "os preços dos produtos da Refinaria de Mataripe seguem critérios de mercado que levam em consideração variáveis como custo do petróleo, que é adquirido a preços internacionais, a cotação do dólar e o frete, podendo variar para cima ou para baixo".


Ainda segundo a Acelen, "a empresa ressalta que possui uma política de preços transparente, amparada por critérios técnicos, em consonância com as práticas internacionais de mercado".


A nota da empresa não convenceu o empresário que teme a queda nas vendas. "A política de preços não é transparente. Simplesmente nos comunicam que vai ocorrer o aumento e só. Aqui no Subúrbio não posso repassar o valor. Muitas famílias não têm como pagar o valor atual, imagina com mais um reajuste. Eles falam que o preço podem variar para mais ou para menos, mas nós nunca recebemos a notícias de redução de preço", desabafa Carlos Alberto.


do A Tarde.

bottom of page