Acúmulo de casos devido a falha no sistema do Ministério da Saúde persiste nesta quinta-feira

A instabilidade e lentidão no sistema e-SUS VE do Ministério da Saúde, desde o fim de semana, ainda provoca reflexos nesta quinta-feira (23), tendo em vista que os municípios baianos ficaram impossibilitados de registrar em tempo oportuno, os casos ambulatoriais de coronavírus (Covid-19). Com a retomada do sistema apenas na quarta-feira (22), os casos que foram acumulados neste período estão sendo lançados progressivamente, o que significa que a taxa de crescimento das últimas 48 horas não representam a realidade dos fatos.

Em virtude dessa falha no sistema ministerial, foram registrados 5.113 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +3,8%), 56 óbitos (+1,9%) e 4.616 curados (+4,0%) nesta quinta (23). Dos 138.358 casos confirmados desde o início da pandemia, 120.862 já são considerados curados, 14.452 encontram-se ativos e 3.044 tiveram óbito confirmado.

Os casos confirmados ocorreram em 408 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (37,07%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (3.351,54), Itajuípe (2.845,15), Ipiaú (2.511,28), Dário Meira (2.287,58) e Aurelino Leal (2.263,46).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 283.438 casos descartados e 78.411 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quinta-feira (23).

Na Bahia, 13.538 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Fonte: Ascom/Sesab

novocardestúdio.jpg
CARROFEED.jpg
cairu007.jpeg
pilates1 (3).png
vostokfeed.jpg
cardsimple1.jpg